segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Uma utilidade







"...aí então que lembrei de você!

[...]só lhe procurar nas horas em que precisa de ajuda, de certa forma lhe compara a uma chave de fendas. Sim, uma chave de fendas que só tem uma utilidade. Você usa e depois guarda, e só sai à sua procura quando ela te ajudará a solucionar mais algum problema.

Você nunca viu e acho que nunca verá alguém chorando abraçado á uma chave de fendas. Já à um ursinho de pelúcia, que não tem utilidade alguma, as pessoas abraçam, chegam até a conversar, mas por aquilo ter um valor sentimental. Isso, ter algum VALOR.

O que eu quero dizer é que você deve procurar alguém que te goste por você ser inútil. Pra que você não sirva de nada pra ela, mas que ela não saiba viver sem você! Atribua as suas mil e umas qualidades a sua inutilidade. Não queira ser uma chave de fendas que serve pra algo, seja um lindo e fofinho ursinho de pelúcia!"


Tenso...

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Eyes




Me entorpece...

Seu olhar de Medusa, me apreende como uma essência dormente que é absorvida pelas minhas entranhas...

Quem dera esta sensação se prolongasse por horas e horas a fio...

Pena que não passa de instantes... Longe de ti, esqueço o sabor que exala de ti, anestesiando o meu pensamento...

Quero isto eternamente! Não precisar ser teus olhos... Mas quero pelo menos o desejo de lhe querer dia após dia....

Hookers, Hookers, Hookers....




Será que poderá me guiar na odisseia de fugir desta agonia que me persegue?

Não sei por que, sinto que estou trocando um gárgula por uma medusa...

Difícil... De fora, é mais fácil dizer: Siga!!

Mas quando se é um god guy, é complicado se tornar um Charlie Harper...

Mas são os Charlie’s que são amados e queridos...

Poxa, que azar, não é?

Olhos Certos....


Tento te encontrar
Tanto pra dizer
Meu amor, tudo bem

Sorte de nós dois
Quero te fazer feliz
Meu amor, sempre quis

Seus olhos certos mas não sei o que dizer
Eu não vou mas o tempo vem
Tá tudo certo mas não sei o que dizer
Eu não vou, mas o tempo vem aqui

Tento te encontrar
Tanto pra dizer
Meu amor, tudo bem

Mesmo sem te ver
Não chegou ao fim
Seu amor, tudo em mim

Se não for mais do que tento ser
Se não for mais

Seus olhos certos mas não sei o que dizer

No Final, Ninguém vence...





Competição....

Parece ser a nova ordem no antro dos desolados...

Contando façanhas, algumas supervalorizadas, diga-se de passagens, as mancebos que sem muito rodeio, comemoram a ventura do amigo...

O jeito é colecionar...

Uma mais, quem sabe ela ajuda a preencher o vazio que você me deixa...

Sem mais...